O que você precisa saber sobre Exame Toxicológico

A LEI FEDERAL 13.103 entrou em vigor em março de 2016 e regulamentou a obrigatoriedade dos Exames Toxicológicos por parte dos motoristas que irão emitir ou renovar suas CNHs nas categorias C, D e E.

As autoescolas/CFCs têm um papel fundamental nesta nova exigência. Estes locais são os primeiros a serem procurados pelos motoristas que precisam fazer as renovações e mudanças de categorias de suas CNHs, portanto é lá onde são buscadas as primeiras informações sobre qualquer nova exigência. Muitos motoristas não têm facilidade ao acesso online para encontrar as principais informações relativas ao exame, e a atuação dos CFCs como intermediadores entre os laboratórios credenciados pelo Denatran e os motoristas, é de extrema importância para que as principais dúvidas deles sejam rapidamente sanadas.

Buscando alternativas para melhor atender a você e seus alunos, A LABET tem grande satisfação em atuar junto com os CFCs da sua região para maior comodidade dos motoristas na hora de emitir ou renovar as suas CNHs nas categorias C, D e E.

A LABET é o laboratório mais procurado pelos motoristas e com grande credibilidade no mercado.

lab-fideliza

Possuímos uma aliança exclusiva com a Quest Diagnostics – laboratório líder mundial em Exames Toxicológicos com mais de 11 milhões de exames realizados anualmente. Estamos devidamente credenciados pelo Denatran, possuímos Acreditação com Validade Forense (CAP-FDT) e total segurança da Cadeia de Custódia.

O exame toxicológico de larga janela de detecção (Exame do Cabelo) é uma arma poderosa no combate ao uso de drogas nas estradas e ruas do Brasil. A tecnologia permite detectar a utilização recorrente de drogas como maconha, cocaína, opiáceos, anfetaminas e metanfetaminas, com visão retroativa mínima de 90 dias.

O Brasil é o terceiro país com mais mortes no trânsito e 38% dos acidentes nas rodovias federais envolvem veículos pesados, apesar de estes representarem apenas 4% da frota nacional.

O teste preventivo antidrogas para motoristas de veículos pesados já é aplicado nos Estados Unidos desde 1988 e, 25 anos depois de sua adoção, o índice de uso de drogas nas estradas caiu 80%, acompanhado da queda vertiginosa do número de acidentes nas estradas.

Além de ser um grande aliado na segurança dos motoristas, o Exame do Cabelo também corrobora no combate a concorrência desleal, já que os motoristas usuários de drogas as utilizam para dirigir mais e por mais tempo e acabam tirando o trabalho daqueles que não fazem o uso.

PRINCIPAIS CURIOSIDADES SOBRE O EXAME DO CABELO

Como é o exame toxicológico?
Serão coletadas pequenas amostras de cabelos ou pelos do corpo. Caso você não tenha o mínimo de 4 centímetros de cabelo da raiz até a ponta, será necessário que a coleta seja de pelos do corpo.
Para a realização dos exames são coletadas duas amostras com as seguintes finalidades:
a) para proceder ao exame completo, com triagem e exame confirmatório;
b) para armazenar no laboratório, por no mínimo 5 (cinco) anos, a fim de se dirimirem eventuais litígios.

Em caso de pouco pelo/cabelo, o motorista pode fazer exame de sangue/ urina/ saliva?
Não. Caso você seja portador de alguma doença que afete o crescimento de cabelos ou pelos pelo corpo, como Alopécia Universal (doença dermatológica), poderá solicitar, mediante comprovação médica, que o seu exame seja feito a partir de amostras das suas unhas.

Quanto tempo acusa o uso da droga?
O exame toxicológico possui janela de detecção mínima de 90 (noventa)dias. Quer dizer, ele faz uma análise retroativa de 90 dias, podendo se estender por até 180 dias.

Quais drogas são detectadas no exame?
O exame toxicológico é específico para substâncias psicoativas que causem dependência ou, comprovadamente, comprometam a capacidade de direção. São elas:
• maconha e derivados;
• cocaína e derivados, incluindo crack e merla;
• opiáceos, incluindo codeína, morfina e heroína;
• anfetaminas e metanfetaminas;
• “ecstasy” (MDMA e MDA);
• anfepramona;
• femproporex;
• mazindol.

Qual o prazo de validade do laudo?
O laudo tem validade de 60 dias a partir da data da coleta, conforme a legislação em vigor.

Para maiores esclarecimentos, acesse esse link